Domingo
08 de Dezembro de 2019 - 
Você tem garantias e direitos, portanto, conte com o seu advogado de confiança para defendê-lo (a)

Acompanhamento Processual

Acesso ao controle de processos

Notícias

INSTITUCIONAL: Tribunal inicia projeto com foco na educação financeira de servidores

Estabilidade e salário fixo já foram sinônimos de tranquilidade financeira, porém, essa realidade tem mudado. Em 2018, o Serasa Experian pulgou pesquisa que apontava que 29% dos servidores públicos federais e estaduais brasileiros estavam inadimplentes. De acordo com a Divisão de Pagamento de Pessoal (Dipag), no TRF1, 43% dos servidores utilizam empréstimo consignado atualmente. Considerando isso, servidores da Divisão de Planejamento (Dipla), da Dipag, da Seção de Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho (Sevid), da Secretaria de Planejamento Orçamentário e Financeiro (Secor), do Centro de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento de Servidores da 1ª Região (Cedap) e da Assessoria de Comunicação (Ascom) desenvolveram um projeto de educação financeira voltado a servidores do Tribunal. A primeira ação do projeto é o curso “Ciclo de Finanças: Planejando 2020”, ministrado pela psicóloga, educadora financeira e diretora da Dipla, Nádia Santana, com o objetivo de proporcionar aos participantes a criação de reserva financeira pessoal. Nessa quarta-feira, dia 20 de novembro, o grupo se reuniu pela primeira vez. Nádia falou sobre a ideia da ação educacional de provocar reflexão nos participantes para que eles saiam do piloto automático e pensem mais nas escolhas financeiras. “É importante que as pessoas entendam o poder que elas podem ter sobre o próprio dinheiro e saiam da zona de conforto”, afirmou a educadora. Discorrendo sobre o Ciclo da Tranquilidade Emocional e Financeira (TEF), que diz respeito ao caminho percorrido para alcançar um objetivo, a psicóloga explicou a importância do autoconhecimento para saber o que move cada um; de ter conhecimento financeiro para encontrar mais possibilidades de escolha; de saber o retrato financeiro atual, a fim de conhecer o cenário financeiro real para promover mudanças, e de ajustar as possibilidades para, então, realizar sonhos. A diretora da Dipla ressaltou, ainda, a necessidade de se estabelecer metas e prazos no planejamento, se comprometendo com os objetivos para alcançar êxito. De acordo com ela, a meta perfeita deve utilizar o método SMART, ou seja, ser específica, mensurável, atingível, relevante para quem está planejando e ter prazo definido para ser alcançada. Dez servidores participaram do encontro, que contou com atividades práticas e lúdicas para demonstrar que qualquer pessoa tem potencial para gerir gastos e economizar dinheiro. “O público do Tribunal tem todo o potencial para administrar muito bem as suas finanças. (...) Eu espero aumentar a consciência das pessoas quanto ao poder que cada um tem de gerenciar a própria vida financeira, porque escuto as pessoas falando que não podem, não conseguem, não sobra dinheiro e não sabem mexer com dinheiro, mas essas são frases que não espelham a realidade. Qualquer um consegue gerenciar a própria vida financeira”, afirma Nádia. Além dessa, o curso contará com mais seis aulas, sendo quatro presenciais e duas virtuais, para tratar de temas relacionados à gestão financeira pessoal, questões emocionais que interferem em escolhas de consumo e ferramentas que auxiliam no planejamento de uma vida financeira segura. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região
21/11/2019 (00:00)

Contate-nos

Rodovia Transamazônica  20
-  Novo Horizonte
 -  Pacajá / PA
-  CEP: 68485-000
+55 (91) 991040449+55 (94) 991349347+55 (91) 37981042
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.