Segunda-feira
17 de Maio de 2021 - 
Você tem garantias e direitos, portanto, conte com o seu advogado de confiança para defendê-lo (a)

Acompanhamento Processual

Acesso ao controle de processos

Notícias

INSTITUCIONAL: Seminário Internacional reúne autoridades e especialistas para discutir proteção de dados

Especialistas e autoridades do Poder Judiciário, entre elas o presidente em exercício do TRF1, desembargador federal Francisco de Assis Betti – que compôs a mesa de honra –, participaram, nessa quinta-feira, 29 de abril, do primeiro dia do II Seminário Internacional sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Com o tema “Arquitetura da privacidade no Brasil: eixos centrais da Política Nacional de Proteção de Dados”, o evento promove, em dois dias, debates sobre a implementação da LGPD no Brasil e suas nuances. Na abertura, um dos coordenadores científicos do seminário e ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ricardo Villas Bôas Cueva ressaltou que essa edição do evento tem como foco a mudança de cenário ocorrida desde que a LGPD entrou em vigor, em setembro de 2020. De acordo com o juiz federal João Batista Lazzari, que representou o Corregedor-Geral da Justiça Federal, ministro Jorge Mussi, a efetiva aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados tem o intuito de “proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural” e eventos que incentivem o debate acerca dela contribuem “não só para o aperfeiçoamento da Justiça, como também para desmistificar a arquitetura normativa de proteção de dados no Brasil”. Para o também coordenador científico do evento e diretor do Centro de Direito, Internet e Sociedade¿ do Instituto Brasiliense de Direito Público¿(CEDIS/IDP), Danilo Doneda, discussões sobre a proteção de dados são essenciais para a economia e a cidadania, estando presente em persos locais, inclusive nas decisões judiciais. “A LGPD faz parte de um necessário e amplo movimento de modernização do ordenamento jurídico nacional”, afirmou Doneda. O presidente do Conselho da Justiça Federal (CJF) e do STJ, ministro Humberto Martins, ressaltou os esforços para adotar medidas que instituam um padrão nacional de proteção de dados pessoais no âmbito do Poder Judiciário, conforme a Recomendação nº 73 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Durante a programação, o seminário contou com dois keynote sobre “Proteção de dados e fluxos internacionais: soluções compatíveis e valores comuns” e “Democracia, eleições e proteção de dados pessoais”, além de dois painéis com os temas “O direito fundamental à proteção de dados no Brasil: novos desenvolvimentos da jurisprudência do Supremo Tribunal Federal” e “A política nacional de proteção de dados em construção: lacunas, prioridades e agenda regulatória”. A íntegra do evento está disponível no canal do CJF no YouTube. Os debates serão retomados nesta sexta-feira, 30 de abril, a partir das 9h (horário de Brasília), e transmitidos em tempo real pelo YouTube. LS, com informações do CJF. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região
30/04/2021 (00:00)

Contate-nos

Rodovia Transamazônica  20
-  Novo Horizonte
 -  Pacajá / PA
-  CEP: 68485-000
+55 (91) 991040449+55 (94) 991349347+55 (91) 37981042
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.