Sábado
13 de Abril de 2024 - 
Você tem garantias e direitos, portanto, conte com o seu Advogado de confiança para defendê-lo (a)

Acompanhamento Processual

Acesso ao controle de processos

Notícias

Inspeção no Tribunal de Justiça do Paraná começa na próxima segunda-feira (4/3)

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) recebe, no período de 4 a 8 de março, inspeção realizada pela Corregedoria Nacional de Justiça nas Cortes estaduais. A verificação ocorre nos setores administrativos e judiciais do TJPR, bem como nas serventias extrajudiciais do estado. A inspeção está prevista na Portaria n. 3/2024, da Corregedoria Nacional de Justiça. Durante os cinco dias, não haverá interrupção nas atividades forenses nem serão suspensos os prazos processuais. Na mesma portaria, o corregedor Nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão, delegou os trabalhos ao desembargador Fábio Uchôa Pinto de Miranda Montenegro, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), e ao juiz substituto em 2º Grau Márcio Antônio Boscaro, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), além de outros magistrados destacados para a inspeção. Os trabalhos ocorrerão no horário das 09h às 18h, período em que deve estar presente pelo menos um juiz e um servidor com conhecimento sobre o local inspecionado para prestar informações à equipe visitante. A inspeção feita localmente nos tribunais e cartórios é parte da missão constitucional da Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para zelar pelo aprimoramento dos serviços judiciários prestados à população. Cortes estaduais Durante a próxima semana, o Corregedor Nacional ainda cumprirá agenda que prevê encontros com o governador, Carlos Massa Ratinho Júnior, e com representantes da Assembleia Legislativa Estadual. A inspeção no TJPR é a vigésima primeira feita nas cortes estaduais desde o início da gestão do ministro Salomão. Essa é a 21ª inspeção da gestão do ministro Salomão, que são realizadas mensalmente desde novembro de 2022. Para o primeiro semestre deste ano, conforme previsto na Portaria n. 2/2024, além do TJPR, a Corregedoria Nacional de Justiça fará inspeções em outras cinco cortes estaduais: Mato Grosso; Bahia; Espírito Santo; e, por fim, Santa Catarina. O TJPR é uma corte de grande porte, de acordo com o Relatório Justiça em Números 2023. Os dados coletados apontam que o tribunal paranaense tinha 3,4 milhões de casos pendentes, sendo que 1,3 milhão eram novos processos. A corte somava 9.327 magistrados e contava com 18.714 servidores. No ano de 2022, arcou com despesas de R$ 3,1 bilhões. Funcionamento A fiscalização das unidades do Poder Judiciário está prevista também no Regimento Interno do Conselho e no Regulamento Interno da Corregedoria Nacional de Justiça, que deve apurar fatos relacionados ao funcionamento dos serviços judiciais e auxiliares, havendo ou não evidências de irregularidade. A Corregedoria Nacional de Justiça faz, rotineiramente, inspeções e correições em unidades judiciárias e administrativas e em cartórios extrajudiciais. Os resultados dessas ações de fiscalização compõem relatórios que mostram deficiências, identificam boas práticas e orientam melhorias de desempenho. Os procedimentos contam com o apoio de servidores e magistrados de tribunais e de técnicos de órgãos como Controladoria Geral da União (CGU), Receita Federal (SRF), Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e tribunais de contas. Texto: Margareth Lourenço Edição: Beatriz Borges Agência CNJ de Notícias
29/02/2024 (00:00)

Contate-nos

Sede do escritório

Rodovia Transamazônica  20
-  Novo Horizonte
 -  Pacajá / PA
-  CEP: 68485-000
+55 (91) 991040449+55 (91) 37981042
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.