Sexta-feira
20 de Setembro de 2019 - 
Você tem garantias e direitos, portanto, conte com o seu advogado de confiança para defendê-lo (a)

Acompanhamento Processual

Acesso ao controle de processos

Notícias

Acusado de tentar matar ex-companheira é condenado a 14 anos

Jurados do 3º Tribunal do Júri de Belém, presidido pela juíza Ângela Alice Alves Tuma, votaram pela condenação de Wasley Cerário Freitas, 40 anos, acusado de tentativa de homicídio contra a Emily Ketlelyn dos Santos Nunes, sua ex-companheira, de 17 anos. A pena aplicada de 14 anos de reclusão será cumprida em regime inicial fechado, sendo negado ao sentenciado o direito de recorrer da decisão em liberdade. A decisão acolheu integralmente a acusação sustentada pelo promotor do júri, Sandro Garcia Castro, que atua em Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a mulher de Belém. Para a promotoria, o réu foi autor de tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e uso de recurso que impediu a vítima de se defender, o que prevê pena de 12 a 30 com a redução por ser crime tentado.  Em defesa do acusado atuou o defensor público Rafael sarges, que sustentou a tese de desclassificação do crime de tentativa de homicídio para tentativa de homicídio culposo para ter uma pena menor.   Três testemunhas presenciais, mãe, pai e avô prestaram depoimento e confrmaram as acusação em desfavor do acusado.    Em interrogatório, Wasley alegou que não queria matar a mulher e apenas teve um gesto impulsivo ao constatar a suposta traição da ex-companheira.  Alegou arrependimento e disse que a vítima já tinha lhe perdoado, e ainda que esta fazia visitas íntimas na cadeia, sendo desmentido pela promotoria por ser proibido pela direção da casa penal. .    O crime ocorreu por volta das 14hs, do dia 11 de agosto de 1917, no interior da casa localizada na Passagem Marajoara, Maracangalha, Bairro Sacramenta, Belém, onde a vítima morava com seus familiares. O réu costumava visitar a ex-companheira, embora já estivesse separado da jovem. No dia do crime, Wasley Cavalcante chegou ao local e pegou o celular da ex companheira para saber se estava lhe traindo. Ele ficou enfurecido ao ver mensagens de conteudo afetivo de outro homem. Armou-se de uma faca de açougueiro do pai da vitima e atingiu a jovem pelas costas, perfurnado um dos pulmões.
Fonte:
TJ Para
21/08/2019 (00:00)

Contate-nos

Rodovia Transamazônica  20
-  Novo Horizonte
 -  Pacajá / PA
-  CEP: 68485-000
+55 (91) 991040449+55 (94) 991349347+55 (91) 37981042
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.