Quarta-feira
12 de Dezembro de 2018 - 
Você tem garantias e direitos, portanto, conte com o seu advogado de confiança para defendê-lo (a)

Acompanhamento Processual

Acesso ao controle de processos

Notícias

Voluntários recebem orientações da Cruz Vermelha

Os servidores do Tribunal de Justiça do Pará que serão voluntários no acolhimento aos romeiros do Círio de Nazaré, que acontecerá no prédio-sede da Corte, reuniram-se com representantes da Cruz Vermelha Brasileira para discutir as ações durante os dias de atendimento.   Nadime Sassin Dahas, coordenadora do Cerimonial do TJPA, abriu a reunião agradecendo a presença dos voluntários e contou que cada pessoa que chega para ser atendida no posto de acolhimento traz uma bonita história de fé e de graça alcançada. “Muitas vezes nós achamos que temos um grande problema e quando realizamos estes atendimentos e vemos a dificuldade dos romeiros que não têm a fé abalada, e vários deles estão ali agradecendo a vida. É muito gratificante prestar este serviço”.   O diretor do Departamento Estadual de Riscos e Desastres da Cruz Vermelha Skeet Júnior, falou sobre o objetivo da reunião. “A importância dessas reuniões é explicar a metodologia de trabalho e o que vai ser feito no local, como troca de curativos, lavagem de pés, massagens, dar água, alimentação etc. A Cruz Vermelha vai trazer para cá enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e até psicólogos. O objetivo é fazer uma acolhida mesmo, incentivar as pessoas, dar força para elas conseguirem chegar lá”.   Segundo Skeet Júnior, a cada ano o número de pessoas que vem a Belém acompanhar as procissões do Círio de Nazaré aumenta mais. Para este ano, são esperados 2 milhões e meio de pessoas.   Quanto aos casos mais graves, que por acaso venham a ocorrer, o diretor explicou que existe uma Central de Crise que fará a regulação das emergências. “Vamos ter ambulâncias paradas em postos físicos ao longo das áreas por onde passam os romeiros, e qualquer procedimento que ao passar pela triagem seja diagnosticado como mais grave, fazemos a comunicação via rádio. Esse ano nós temos uma Central de Crise em Nazaré que estará ciente de todas as atividades que serão feitas. Então, no caso de termos que deslocar uma vítima, informamos a Central via rádio, que fará a regulação e já vai dizer qual o hospital que a gente deve levar essa pessoa, e o hospital já vai estar preparado aguardando do paciente”.   A servidora da Central de Distribuição do TJPA, Paula Azevedo, acha importante o voluntariado. Ela já participava da entrega de água aos romeiros em outras edições do Círio e este ano se dispôs a participar do posto de acolhida do Tribunal. “Para mim é importante participar e ajudar de alguma forma durante o Círio que é tão significativo para nós paraenses. Como fiquei sabendo que o Tribunal ia desenvolver este trabalho, fiquei feliz em ser voluntária”.   A coordenadora Nadime Dahas disse que o posto de acolhimento realiza em média de setecentos a mil atendimentos, e fez o convite para os servidores voluntários chamarem familiares para aumentar a corrente de solidariedade. Ela também pediu que os horários designados para a escala sejam rigorosamente respeitados, para que não atrapalhe nem o bom andamento dos atendimentos, nem outros compromissos que o voluntário possa ter após o seu horário.  
Fonte:
TJ Para
10/10/2018 (00:00)

Contate-nos

Rodovia Transamazônica  20
-  Novo Horizonte
 -  Pacajá / PA
-  CEP: 68485-000
+55 (91) 991040449+55 (94) 991349347+55 (91) 37981042
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.